terça-feira, 1 de abril de 2014

I'm not bad. I'm just drawn that way.

Tiveram uma boa segunda-feira, tiveram? Espero que sim. No mínimo, estou segura de que terá sido melhor do que a minha, já que esta vossa Mulher de Sonho (es)teve (n)uma exótica experiência ao nível do oculto.

Possessão. Foi o que me sucedeu na madrugada de domingo para segunda. Fui possuída. Por um dragão. Desorientado. Estão a ver o fogo que sai da boca dos dragões? O dragão que me ocupou a carcaça, estava claramente desorientado. Se é que me faço entender.

Sentada aos comandos da minha poltrona de loiça, comandei as operações de exorcismo deste violento monstro toda a madrugada e boa parte do dia de ontem.

Quem manda cozinhar com (demasiado) piri-piri…?

Se o jantar de Domingo estava bom? Estava. Mas não precisava de o rever passadas tão poucas horas.



Numa nota mais positiva, tenho a dizer-vos que estou aqui a reluzir de vaidade.

No domingo fui fazer a Corrida do Benfica e apesar de não treinar desde o Verão e de andar há meses a encher o bandulho de porcarias (deliciosas), fiz a corrida toda.

Sozinha, deixada à mercê da chuvada bíblica que decorreu durante quase toda a prova, encharcada até aos ossos, a correr em zigue-zagues para evitar as poças (que não evitei) (quando cheguei ao carro tirei as meias e caiu de lá um cardume) (de atuns), consegui superar o meu melhor tempo. Fiquei verdadeiramente satisfeita!

E a experiência não acabou na meta. Na zona VIP o ambiente era excelente. Sim, porque estava abrigado e sim, porque havia caras simpáticas, mas o que realmente fez a diferença foi a pastelaria. Pastéis de nata, bolinhos secos, empadas, croissants. Tudo em miniatura. Metade do tamanho, dobro do prazer.

Sou uma senhora, mas não me tentem com pastelaria anã. Adoro comida de brincar.

 

Estou pronta para regressar. Correr é um vício. E dos bons.
Se me apresentarem pastelaria no final, sou menina para daqui a uns tempos estar numa maratona.

A minha motivação? Ser fabulosa como a Jessica Rabbit, comer despreocupadamente, mas evitar chegar a isto.


Ó Jessica, filha, calças os ténis e vem daí.
Já sabemos que te desenharam assim, mas tens que reagir.
Caramba.

5 comentários:

  1. O picante que sentes quando a comida está a entrar é o mesmo picante que sentes quando a comida está a sair. Palavras sábias do meu amigo que está a viver na Tailândia no dia em que eu cheguei e que fomos jantar fora. Felizmente, eu não sou dado a comidas picantes, por isso não sofri grande coisa.

    Quanto à corrida, acho que os parabéns estão na ordem do dia. Com chuva bateres o teu melhor tempo faz de ti um Airton Senna das mini-maratonas. Desde que haja "pastelaria anã" (adorei) na chegada. Já eu pelo-me por mini-salgadinhos. Croquetes, pastéis de bacalhau, rissóis e, especialmente, panados. Se os houver numa qualquer festa ou beberete, sou menino para ligar o aspirador que há em mim. É comida demasiado gulosa para eu me controlar. Com isto não quer dizer que não goste da pastelaria. Gosto e muito, mas os salgadinhos são ainda mais a minha praia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que não pairem dúvidas: eu é pastelaria, eu é salgados, eu até é comida de avião! Se vier em doses mais pequenas, eu sou mais feliz.

      Eliminar
    2. Less is more, neste caso! Já diz a outra que é regra...

      Eliminar
  2. Boa muito bem! Eu também tenho de voltar a comer porque só tenho "enfardado" e exercício nenhum! Boa semana querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :-) E já está a terminar!

      Eliminar

Sonhos